Melhores Melhores Guias Guias Ferramentas Ferramentas Mobills Mobills
investimentos
isca
Não
anual

CDB ou Tesouro Direto Selic: Qual é o melhor investimento?

Dentre os principais títulos de renda fixa, qual é a melhor opção: CDB que rende 100% do CDI ou o Tesouro Selic? Leia o artigo e confira!

Artigo escrito por Marcos Vitor em 10 de Janeiro de 2022

Para aqueles que investem em renda fixa, pode surgir uma dúvida: qual é a melhor opção, CDB ou Tesouro Direto Selic?

Qual rende mais: CDB ou Tesouro Direto Selic? Assista e confira!

Dentre as várias opções de títulos de renda fixa, os Certificados de Depósito Bancário e os títulos públicos se destacam por seu retorno com baixo risco.

Contudo, para que possamos otimizar o desempenho da nossa carteira, é preciso investir naqueles produtos que oferecem a melhor relação risco-retorno.

Por isso, nesse artigo, analisaremos alguns fatores para que possamos responder nossa pergunta inicial e investir no ativo mais adequado.

Então, vamos nessa?

O que é um CDB?

CDB é a sigla para Certificado de Depósito Bancário, que é um título de renda fixa emitido por instituições financeiras para captar recursos.

A rentabilidade de um CDB pode ser pré-fixada, pós fixada ou mista, ou seja, rende de acordo com uma taxa fixa, um índice ou uma mistura de ambos, respectivamente.

Ademais, no Brasil, como existem grandes instituições financeiras confiáveis, esses títulos têm um baixo risco.

O que é o Tesouro Direto Selic?

O Tesouro Selic é um título público negociado na plataforma do Tesouro Direto, que é um programa criado pelo governo para democratizar o acesso a esses títulos.

Nesse sentido, os títulos públicos são uma forma do governo se financiar, pois, dessa forma, ele consegue captar recursos para seus empreendimentos.

Além disso, do mesmo modo que os CDBs, os títulos públicos também podem ter um retorno fixo, atrelado a um índice ou misto.

Por fim, como o governo tem ampla capacidade de emitir dinheiro, cobrar impostos e emitir mais dívida, esse título é considerado o ativo mais seguro do país.

CDB ou Tesouro Direto Selic

Para que possamos comparar os títulos e descobrir qual é o melhor investimento, CDB ou Tesouro Direto Selic, vamos considerar um CDB que rende 100% do CDI.

Isso porque existem CDBs com diferentes rentabilidades, então isso dificultaria a comparação, mas os que rendem 100% do CDI são mais comuns.

Portanto, agora, vamos observar alguns fatores que nos permitirão responder à pergunta central desse artigo.

Risco

Como ambos são títulos de renda fixa, eles correm o mesmo risco de crédito, que é o risco do emissor dar um calote no investidor.

Naturalmente, emprestar para o governo é muito mais seguro do que emprestar para um banco. Mas, essa diferença pode ser irrelevante.

Isso porque existem bancos que têm um risco de crédito muito próximo ao risco do governo, ou seja, risco quase zero.

Claro, cada caso precisa ser analisado individualmente, mas existem sim muito bancos sólidos no Brasil que emitem CDBs com baixíssimo risco.

Além disso, o CDB tem cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que é uma instituição que cobre até R$ 250.000,00 caso o banco para o qual você emprestou vá à falência.

Por exemplo, se você investiu R$ 300.000,00 em um CDB cujo banco veio a falir, você receberá R$ 250.000,00, pois é o valor que o Fundo cobre por CPF contra um mesmo banco.

Caso você tenha R$ 200.000,00 aplicado em dois CDBs de bancos diferentes (totalizando R$ 400.000,00), você receberá o valor integral, pois está dentro do limite do FGC para cada banco.

Então, isso representa uma segurança a mais para o investidor.

Liquidez

A liquidez é a velocidade e a facilidade com que você pode transformar um ativo em dinheiro sem que haja perda de valor.

Nos títulos públicos e nos CDBs, se você resgatar antes do vencimento, o fará pelo preço do título que está sendo negociado no mercado.

Então, em ambos os casos, você pode ter prejuízo.

Contudo, os títulos públicos garantem o resgate sempre que você quiser. Ou seja, se eu quiser vender meu título hoje, o Tesouro Direto deposita o dinheiro na minha conta amanhã.

É importante salientar que esse pedido de resgate deve estar dentro do horário de negociação do Tesouro Direto, que é nos dias úteis, das 9h30 às 18h.

No caso dos CDBs, a liquidez vai variar de título para título.

Desse modo, tem título em que você poderá resgatar somente no vencimento e tem título que eu posso resgatar no mesmo dia, que são os CDBs com liquidez diária, isto é, eles têm uma liquidez até maior que a de um título público.

Por isso, é muito importante que você verifique a liquidez do título antes que você aplique nele.

Tributação

Os ativos de renda fixa, incluindo títulos públicos e CDBs, seguem a tabela regressiva no que diz respeito à sua tributação.

Nesse sentido, quanto mais tempo você fica com o título, menos imposto de renda você pagará conforme a tabela a seguir:

Tempo com o títuloAlíquota
Até 180 dias22,5%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,5%
A partir de 721 dias15%
Tabela regressiva da renda fixa

É importante lembrar que essa alíquota incide apenas sobre o rendimento da operação, não sobre o saldo total.

Além disso, você não precisa se preocupar em recolher esse imposto, pois ele é descontado diretamente na fonte, e o valor que você recebe já é líquido de tributos.

Portanto, tanto o CDB que rende 100% do CDI quanto o Tesouro Direto Selic têm a mesma tributação.

Investimento mínimo

O programa do Tesouro Direto tem uma regra que estabelece que o mínimo que você pode comprar de um título é 1% do seu valor total.

No caso do Tesouro Selic, seu valor costuma ficar acima de R$ 10.000,00. Então, o valor mínimo para você investir nesse título é R$ 100,00.

Por outro lado, no caso dos CDBs, o investimento inicial varia de acordo com cada título. Entretanto, é possível encontrar facilmente CDBs que não têm investimento mínimo.

Portanto, nesse sentido, os CDBs que rendem 100% do CDI costumam ser mais acessíveis ao investidor iniciante.

Rentabilidade

Agora, vamos comparar o retorno do CDB com o Tesouro Selic.

Nesse artigo, estamos considerando um CDB que rende 100% do CDI, ou seja, que rende 100% da taxa DI. E quanto rende a taxa DI? Normalmente, 0,1 p.p. abaixo da taxa Selic Meta, que é a taxa definida pelo Copom

Por outro lado, o Tesouro Selic rende de acordo com a taxa Selic Over, que é a taxa negociada no mercado. E quanto rende a taxa Selic Over? Também cerca 0,1 p.p. abaixo da taxa Selic Meta.

Nesse sentido, o rendimento dos dois títulos é igual, inclusive levando em consideração a tributação.

Então, isso significa que os dois títulos rendem a mesma coisa no final? Na verdade, não. Isso porque, nos títulos públicos, temos que pagar uma taxa à B3 pela custódia dos nossos títulos.

A B3 cobra semestralmente uma taxa equivalente a 0,25% ao ano. Mas, ela só cobra de quem tem um montante superior a R$ 10.000 e apenas sobre o valor excedente.

Em outras palavras, se você tiver R$ 12.000 aplicados em títulos da dívida, só vai pagar R$ 5,00 ao ano referente ao valor de R$ 2.000.

No longo prazo, essa taxa pode ser muito significativa na comparação entre os dois títulos.

Afinal, qual é melhor: CDB ou Tesouro Direto Selic

Então, qual é o melhor investimento: um CDB que rende 100% do CDI ou o Tesouro Selic?

Diante de todos os fatores considerados, o CDB terá um retorno maior no longo prazo com um risco menor do que os títulos públicos.

Caso você invista menos de R$ 10.000,00, o retorno de ambos os títulos será igual, mas, para valores maiores, o CDB se sobressai.

Entretanto, isso não significa que o Tesouro Selic não é uma boa aplicação, pois ambos os investimentos são bons e cumprem seu papel.

Portanto, quando você for investir, leve esses fatores em consideração e tome sua decisão, lembrando sempre de diversificar.



Escrito por Marcos Vitor Especialista em investimentos

Especialista em investimentos do Mobills, Marcos é formado em Economia pela UFC. Tem como hobby aconselhar amigos sobre investimentos.

  • Certificado de Especialista Anbima (CEA);
  • Economista;
  • ETF no Mercado Brasileiro - ANBIMA;
  • Gestão de Riscos - ANBIMA.

Assine a Newsletter Mobills
Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.


.